Central de Atendimento: 011 4513-9021 • 011 2375-8165 • 011 4513-9021
DRYWALL ou ALVENARIA: Qual o mais indicado para dividir ambientes

DRYWALL ou ALVENARIA: Qual o mais indicado para dividir ambientes

A Gesso Divisa, que trabalha com gesso em Mauá, listou alguns critérios essenciais a serem avaliados na hora de construir divisórias, seja de uma construção nova ou em uma reforma. Dificuldades na mudança, resistência dos materiais, preços, processo de instalação, diferença de estética e o isolamento acústico estão entre os itens avaliados

Uma prática muito adotada na Europa e nos Estados Unidos e que cresce cada vez mais no Brasil é a utilização de paredes de drywall. Só no ano passado as vendas somaram 44 milhões de m² de chapas de gesso, um crescimento de 12% em relação a 2011, segundo a Associação Brasileira do Drywall.

O sistema é uma edificação de paredes de gesso que são mais leves e com espessuras menores do que as das tradicionais paredes de alvenaria. O material tem lá suas vantagens, como fácil montagem, rapidez e praticidade de instalação. Por outro lado, as paredes de dry wall são exclusivas para ambientes internos, exigem maior atenção para garantir uma boa resistência e necessitam de planejamento especial para o caso de serem utilizadas para pendurar objetos mais pesados.

Segue uma tabela com esclarecimento das principais dúvidas:

Alvenaria DryWall

Mudanças no ambiente Alvenarias convencionais permitem que o proprietário decida, sem planejamento prévio, pregar um quadro na parede ou acrescentar prateleiras, por exemplo. Ele pode perfurar a parede quantas vezes julgar necessário sem esforço ou problemas maiores.

Porém, paredes de alvenaria são muito mais complicadas caso a decisão seja de uma mudança maior, como alterar a disposição do ambiente tirando ou trocando divisórias de lugar. Nesse caso, ocorrerá todo um processo de reforma, que irá gastar mais tempo e dinheiro, assim como na construção inicial. Dry wall funciona de forma totalmente oposta à alvenaria. Aqui, pendurar objetos mais pesados exige um planejamento anterior ao inicio da montagem, e mesmo para perfurações mais leves, são necessárias brocas específicas e buchas para ocos. Em casos extremos, a estrutura deverá ser desmontada e remontada.

Por outro lado, dry wall é muito mais fácil de ser montado e desmontado com relação à alvenaria, o que permite inovar na disposição das instalações com mais facilidade.

Resistência Paredes de alvenaria, como se sabe, são muito resistentes. É possível aderir quaisquer eletrônicos à estrutura, embutir móveis e peças na parede, etc. O próprio cimento já é suficiente para suportar esse tipo de peso. Qualquer objeto com mais de 10kg for pendurado exige um reforço interno, e a partir de 18kg o reforço necessita de placas de aço. 
Tomando as providências corretas, com a quantidade de suporte/reforço indicada pelo profissional, paredes de drywall conseguem suportar até mesmo redes para descanso.

Preço
O custo se torna equivalente. Os materiais aqui são mais caros e demandam mais tempo de instalação. Além disso, há o custo de desperdício de materiais, que chega a ser de 30% contra 5% do drywall. O custo se torna equivalente. O que encarece o serviço é a necessidade de mão de obra especializada e os assessórios a serem comprados que serão utilizados futuramente, tais como porcas, placas de aço, entre outros.

Instalações
Paredes de alvenaria demoram semanas para serem erguidas, chegam a levar quatro vezes mais tempo do que o drywall. Isso por conta das diversas etapas: primeiro assentar os tijolos (ou blocos de concreto) com argamassa, depois chapiscar, receber o reboco e por fim fazer o acabamento. Lembrando que a cada etapa deve-se fazer um intervalo para que o material seque. Em aproximadamente dois dias, dois profissionais conseguem instalar cerca de 30 m² de drywall, sendo que o segundo dia ficaria apenas para que as placas de gesso sequem totalmente para receberem acabamento.

A leveza das placas também ajuda, elas pesam cerca de 22kg por metro quadrado contra 120kg da alvenaria. Além disso, também podem ser instaladas independentemente de vigas, o que reduz em mais 10% os gastos.

Estética
Não há diferença entre um e outro.

Isolamento acústico
A alvenaria é amplamente conhecida pela sua capacidade de isolamento de barulhos. Dificilmente algum material desse tipo de construção irá falhar com relação a isso. Uma parede com uma chapa de drywall de cada lado do perfil metálico tem isolamento de 38 decibéis (igual ao de uma de tijolo), mas sempre haverá o “toc toc” característico do gesso. Para melhorá-lo, é preciso instalar na parte interna uma lã mineral entre as placas.

Naturalmente qualquer uma das escolhas exige a contratação de profissionais qualificados para a execução, o proprietário que não tiver experiência e ainda preferir arriscar, pode afetar a qualidade do trabalho, gerar mais custos do que o necessário e ainda não atingir o resultado esperado.



Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!
Atendimento no Whatsapp

PREENCHA E RECEBA
NOVIDADES EM SEU E-MAIL