Central de Atendimento: 011 4513-9021 • 011 2375-8165 • 011 4513-9021
Paredes de drywall X alvenaria de bloco cerâmico

Paredes de drywall X alvenaria de bloco cerâmico

Em estudo, paredes internas com gesso acartonado exigiram menos mão de obra e reduziram tempo de construção em até três meses.

Alvenaria cerâmica consome mais mão de obra e envolve mais etapas de construção e o Gesso acartonado diminuiu custo final devido à redução de três meses no prazo da obra.

Para o projeto de vedação interna de um empreendimento residencial de quatro andares, o Departamento de Engenharia da Editora PINI comparou custos de duas alternativas: alvenaria de tijolos cerâmicos e paredes de gesso acartonado com lã de vidro. A primeira opção, até por ser mais tradicional, apresentou custo unitário mais baixo no estudo. Porém, para os 1.747 m² de parede do empreendimento, o drywall acabou sendo a solução mais vantajosa financeiramente, mesmo com isolamento acústico.

A diferença de preço das duas alternativas, como mostram as tabelas, decorre principalmente da redução de aproximadamente três meses no prazo total da obra ao optar pelo gesso acartonado, explica o engenheiro sênior da PINI, Anderson Correa Teixeira. Esse sistema tem prazo de execução equivalente a um quarto do tempo necessário para construção de alvenaria de tijolos cerâmicos. Como uma obra possui custo fixo elevado, qualquer redução de prazo já é significativa.

Além do tempo de execução, o peso da mão de obra na alvenaria de blocos cerâmicos encarece o sistema. Na obra analisada, o custo total da alvenaria é de aproximadamente R$ 150,7 mil, sendo R$ 104,2 mil destinados somente à mão de obra, o que representa quase 70% do total. Além disso, o sistema requer chapisco e emboço antes da pintura, o que aumenta ainda mais o consumo de mão de obra e impacta no prazo, já que cada uma dessas etapas de acabamento requer um tempo de cura.

As paredes de gesso acartonado, por sua vez, podem ser revestidas diretamente após a instalação. O drywall resulta em um edifício mais leve e com maior flexibilidade nas plantas, pois o morador pode modificar ambientes com mais facilidade, sem interferir na estrutura do prédio.

A alvenaria é mais resistente ao longo do tempo e oferece melhor isolamento térmico. Em relação à alvenaria, o gesso acartonado tem menor resistência mecânica e aos efeitos da umidade. Vale ressaltar que o comparativo levantado pela PINI refere-se a um empreendimento não realizado, mas projetado para ser erguido no interior do Estado de São Paulo. O residencial teria oito apartamentos por andar, totalizando 32 unidades habitacionais.

 

Obs: As tabelas se referem ao custo das paredes internas do edifício inteiro.



Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!
Atendimento no Whatsapp

PREENCHA E RECEBA
NOVIDADES EM SEU E-MAIL